Ex-presidente do Inter diz que não se arrepende de agressão a jornalista

O ex-presidente do Internacional Fernando Miranda, que agrediu com um soco no rosto o jornalista Júlio Ribeiro, ao vivo em um programa de televisão na última segunda-feira (12), negou em entrevista à Rádio Bandeirantes que tenha se arrependido do episódio. As informações são do UOL Esporte.

"Não estou em um confessionário. Essa história de arrependimento, não é esse o aspecto de que estamos falando. O que aconteceu ali foi de um ser humano, não foi pensado. Quem nunca teve um bate-pronto, foi reativo a algo que estava acontecendo? Tem algumas pessoas que, como têm rabo [preso], elas aguentam. Eu não tenho rabo. Nunca tiveram nada para dizer a meu respeito", disse Miranda, que presidiu o Inter em 2000 e 2001.

O ex-dirigente disse que foi ofendido verbalmente pelo jornalista. "Ninguém tem sangue de barata, então essa história de pegar e dizer que estou arrependido, não estou. O que estou dizendo é que não precisava ter acontecido, mas aconteceu. Acho que a gente tem que ter um pouco de cuidado quando fala com as pessoas, principalmente com quem tem vergonha na cara", afirmou.

Miranda também afirmou que não conhecia Ribeiro antes do programa e negou desavenças políticas com o jornalista. "O problema não foi ter uma visão diferente da minha. Foi a forma como ele falou".

Também em entrevista à Rádio Bandeirantes, Júlio Ribeiro afirmou que Fernando Miranda é reincidente em agressão a jornalistas e prometeu processá-lo civil e criminalmente.

"Ele já agrediu outros dois jornalistas aqui no Rio Grande do Sul, um produtor e um repórter da Rádio Guaíba. Ontem, ele não agrediu o Júlio Ribeiro, ele agrediu a liberdade de opinião. Eu não estava nem falando dele, eu estava falando da politicagem dos clubes, que é um dos motivos pelos quais o Internacional chegou à situação em que chegou", disse.

Segundo o relato de Ribeiro, o ex-presidente colorado estava falando há 12 minutos antes de o apresentador do programa passar a palavra ao jornalista.

"Quem conhece o Fernando Miranda sabe que ele fala sempre na primeira pessoa: eu, eu, eu. Então eu falei que, na minha opinião, ele era uma pessoa que pensou nele, não pensou no grupo. Ele disse que me achava asqueroso, falou para o apresentador que eu era um babaca. Falei: 'babaca é tu, que está há meia hora falando eu, eu, eu, e acha que o Internacional começou contigo'. Aí ele levantou e me deu um soco".

Ribeiro também disse que subiu nas redes sociais um vídeo mais completo, de três minutos, que mostra o 'contexto' do debate antes da agressão de Miranda.

Em comunicado oficial divulgado nesta terça (13), a direção da Ulbra TV, canal que transmite o programa Cadeira Cativa, onde aconteceu a agressão, repudiou a atitude de Fernando Miranda.

"A direção da Ulbra TV vem a público repudiar e lamentar o ocorrido durante a transmissão do programa Cadeira Cativa, por volta das 19h30min do dia 12 de dezembro de 2016. A emissora reprova esse episódio e reforça seu compromisso com os telespectadores para entreter, educar e formar".

"Lembramos que o programa é veiculado ao vivo, sem possibilidade de edição do conteúdo que acontece em tempo real. Tão logo a agressão ocorreu, a transmissão foi interrompida pelo diretor de imagem, como mostram os vídeos que circulam pelas redes".

"Ressaltando nosso compromisso com a verdade dos fatos, o programa será disponibilizado às demais emissoras na forma como foi gravado".

Veja um vídeo maior da agressão.



Curta nossa página no Facebook.
Siga o Esporteemidia.com no Twitter.
Nos acompanhe no Google+.



Ex-presidente do Inter diz que não se arrepende de agressão a jornalista Ex-presidente do Inter diz que não se arrepende de agressão a jornalista Reviewed by Ribamar Xavier on 13.12.16 Rating: 5
Tecnologia do Blogger.