Header Ads

Bahia propõe abrir mão da cota de TV por menos jogos no Estadual; Globo recusa

A proposta feita pela diretoria tricolor foi recusada pela emissora (Felipe Oliveira/ECBahia/Divulgação)
Por menos jogos no estadual, o Bahia avisou à Globo que abre mão de sua cota de TV. De acordo com o ESPN.com.br, por Marcus Alves, a proposta foi feita em reunião recente para discutir a edição de 2017. A diretoria tricolor sugeriu que o dinheiro fosse dividido entre os clubes com orçamentos menores e sua equipe entrasse, assim, apenas na fase final. Em sua avaliação, isso valorizaria a competição, com eventualmente os melhores do interior avançando e também mais clássicos Ba-Vi na reta decisiva.

Hoje, o estadual é disputado entre 29 de janeiro e 7 de maio, com um total de 15 datas. Em sua fórmula, os 11 participantes se enfrentam entre si em turno único. A cada rodada, um time folga. Os quatro primeiros colocados se classificam para a semifinal. As semifinais e finais são em jogos de ida e volta.

Em 2016, o Bahia faturou R$ 893,401 mil em cotas de TV no campeonato. Por outro lado, a arrecadação total na Copa do Nordeste superou R$ 1 milhão, com R$ 382,500 mil em direitos televisivos e R$ 792 mil em premiação. Os números estão todos no demonstrativo de fluxo financeiro do clube.

No ano que vem, ele já terá assegurado R$ 600 mil somente pela primeira fase do Nordestão. Se chegar até a final e ficar com o título, embolsará ao todo R$ 2,85 milhões.

É por isso que a sua diretoria trabalha ao lado de Sport e Santa Cruz para valorizar ainda mais o regional e mudar a sua fórmula de disputa a partir de 2018.

A Globo recusou a proposta do Bahia e, portanto, ainda não será possível reduzir o número de suas partidas no estadual em 2017.

Curta nossa página no Facebook.
Siga o Esporteemidia.com no Twitter.
Nos acompanhe no Google+.